Pornografia de Revanche ou Revanche da Pornografia?

Vivemos num mundo tão mal e com noticiários tão ruins que passamos os olhos por várias situações, crimes e catástrofes sem alterar em praticamente nada nossas emoções. Aqui em Fortaleza, por exemplo, grande parte da população é acostumada a almoçar vendo programas policiais com cadáveres expostos friamente diante das câmeras. Infelizmente temos adquirido esse comportamento, eu também. Mas algumas coisas, aqui e ali, comovem o meu coração e me deixam indignado, principalmente envolvendo a mente, corpo e vida de adolescentes. Os casos chamados de pornografia de revanche tem invadido meu computador e meu coração com notícias extremamente tristes e revoltantes. Não sei como você reage, mas esse é um assunto delicado, envolvendo muito mais do que 2 jovens e que precisa ser tratado pelo governo e por nós Igreja de Jesus. Isso tem feito parte do nosso cenário urbanos e precisamos nos posicionar sobre tais fatos.

Acredito que todos devem estar por dentro dos casos de exposição sexual e suicídios que vem acontecendo no Brasil, mas talvez o termo seja estranho para alguns. O termo “pornografia de revanche” é usado para definir exatamente a situação em que essa exposição acontece. Vários casais filmam e fotografam momentos de intimidade sexual, mas quando há algum desentendimento ou quebra de relacionamento uma das partes usa esse material íntimo para uma vingança, que na maioria das vezes é feita compartilhando o material na internet, onde ele se espalha rapidamente, principalmente com a ajuda do Whatsapp. As vítimas e os casos mais graves acontecem com a exposição de mulheres, pois ainda temos o infeliz conceito de que o sexo degrada a imagem feminina e glorifica a masculina. Em defesa dessas vítimas o deputado federal Romário apresentou um projeto de lei que torna esse ato de divulgação em crime e se tornou uma grande voz em defesa dessa causa primariamente feminina (leia a notícia aqui).

“Quem divulga tem o claro objetivo de humilhar, denegrir a imagem. Seria quase impossível punir quem compartilha, são milhares de pessoas. Embora eu acredite que pessoas com visibilidade social devam ter muita responsabilidade. Por exemplo, no caso da menina de Goiânia, o advogado dela nos informou que um cantor sertanejo havia reproduzido um gesto da filmagem em sua rede social. Logicamente, isso expôs ainda mais a Fran. Os veículos de notícias também devem evitar expor fotos que identifiquem a vítima. Isso é avassalador.” (Romário)

Ok, pornografia de revanche deve ser crime sim, e com uma boa punição. Acredito que deveria ser feito até um monitoramento em redes sociais a nível nacional para prever suicídios e outros problemas relacionados. Mas e se invertemos as palavras? Que tal pensarmos na revanche da pornografia? Meio confuso né? Permitam-me explicar…

Revanche da Pornografia

Pornografia sempre existiu, nenhuma novidade. Inclusive a palavra pornografia se refere a escrita (grafia) e existia bem antes da fotografia, televisão e internet. A prostituição ou a exposição e troca dela (pornografia) surgiram desde os primórdios do Gênesis (Gn 6:2). A Bíblia está cheia de relatos sobre esse pecado e suas consequências. Infelizmente esses são os maiores campos de atuação do pecado, nosso desejo e ato sexual. Temos experimentado uma vida longe da vontade de Deus e deixado que o sexo puro como ato de união divina entre um casal seja transformado num ato banal de simplesmente produzir prazer momentâneo a custa dos outros. Pois bem, como cristãos sabemos que a prostituição (me refiro a sexo fora do casamento) é pecado e que a pornografia por ser um fruto dessa prostituição também é. Sempre foi. E ela gosta de ser assim.

Penso em revanche da pornografia porque temos tentando transformá-la em algo que ela não é. Eu sei que transformar o pecado em verdade ou algo aceitável e normal é um ótimo plano para o mal, mas vamos pensar na pornografia defendendo sua essência real. Um pecado que se preze vai ser sempre pecado. E é como pecado que a bíblia a classifica (Gálatas 5:19 e 1 João 2:16). A verdade por trás da revanche da pornografia é que ela tem dado o troco. Um contra ataque fulminante, já esperado, mas que arrebenta nossas defesas. Um vômito na nossa própria cara. Enquanto temos tentando torná-la normal, aceitável e até benéfica diante de nós mesmos ela tem contra atacado com a depreciação, humilhação, traumatização, arruinação e morte de nossas gerações mais novas. Enquanto tentamos chamá-la de bem ela tem reivindicado seu status de mal. E não vai parar enquanto não assumirmos sua real natureza. A pornografia é pecado e tratá-la diferente causará e já está causando uma revanche sem limites.

Mas porque toda essa explosão de revanche agora? Vamos citar alguns problemas e chegar até suas raízes.

Desvalorização da família. Temos colocado a família em segundo plano. Conquistas, sonhos e desejos pessoais são mais importantes para nós seres humanos egoístas. A educação que os filhos deveriam ter em amor e segurança dentro de casa é trocada pela educação de terceiros, seja de instituições de ensino, mídia ou “da rua”. A autoridade é substituída e a disciplina limitada. A célula principal da sociedade e da vida pessoal é jogada de lado e por consequência seus valores vão se perdendo para coisas como a pornografia. Pecado da omissão, egoísmo e ganância estão em jogo aqui.

Educação sexual irresponsável. Não sendo educados em casa nós e nossos filhos ficamos sem base moral e conservadora. Na verdade, adquirimos essa base fora de nossa zona de segurança moral. E aqui mora o perigo de uma educação moral irresponsável que trata diversos pecados como normais e naturais, até mesmo para crianças. Escolas que tem negligenciado a idade e a formação de caráter para defender uma metodologia liberal e sem “pré conceitos”, mas que tem ensinado conceitos duvidosos ou em momentos errados. Pecado sobre mais pecado.

Conteúdo propagado. Além disso, dentro e fora de casa temos todos os tipos de mídia produzindo conteúdo pornográfico. Não só de cenas de sexo explícito, mas de materiais com todos os tipos e níveis de erotização. Incentivando a sexualidade como símbolo de poder e desenvolvimento. Nossos programas, músicas e livros tem jogado todo o lixo pornográfico goela a baixo da nossa geração em nome de uma liberdade cultural que aprisiona nossas mentes. Culpa da mídia? Não, culpa do pecado humano que a produz e controla

Erotização precoce. Que bonito crianças dançando músicas com passos eróticos. Que lindo ensinar os filhos a cantar e dançar nossas pornografias cantadas. O sexo como sinal de crescimento, beleza e status está chegando cada vez mais cedo. Pecado tratado com naturalidade de novo. Culpa desses três itens ai de cima. Culpa do pecado negligenciado sobre eles. Não temos nos protegido ou protegido os mais novos dos ataques da pornografia. Aliás, ela não é do mal como ela diz ser…

Exaltação da conquista sexual. Homem que tem ou pega várias mulheres é o garotão. Se seu pai não te ensinou isso, algum parente ou amigo mais velho o fez. Se ninguém nunca te disse isso você está com sorte, ou morto. Para as mulheres, nem tanto (ou não), mas para os homens a conquista sexual é um troféu. E quanto mais cedo melhor. Pecado tratado como vitória e sinal de masculinidade. Faço é rir desses caras. Tenho raiva. São exatamente esses que postam a tal pornografia de revanche. Afinal, quando seu troféu está na estante ele é lindo, mas quando ele tenta ir embora é hora da vingança. Palhaços… E você pai, tio, avô, amigo, que ensina isso a uma criança, você deveria sentir vergonha e se entregar na delegacia mais próxima.

Tecnologia viral. Essas coisas ai de cima sempre existiram, mas agora estão em destaque pela tecnologia viral que espalha conteúdos instantaneamente. Já vimos vários casos em anos passados, mas o whatsapp alavancou casos assim ainda mais. Culpa do Facebook, whatsapp e da internet? De jeito nenhum, a tecnologia não é má, mal é o coração de quem aprendeu todos esses itens acima. Mal é o pecado que criou raiz porque não foi tratado como pecado. Má é a revanche da pornografia sobre nós que a temos romantizado.

Achar culpados isolados não é a solução. Todos nós somos, inclusive as vítimas e participantes das imagens. Todos nós temos construído esse cenário. Mesmo assim, vejo como um ato violento, criminoso e vergonhoso a disponibilização desses conteúdos íntimos na internet. Fico irado com homens expondo mulheres dessa forma. Espero que façam algo para prender e punir esses canalhas aqui e agora, antes que Deus o faça. E aos meus amigos e conhecido de Facebook que tem feito piadas e compartilhado essas coisas por ai, tenho uma enorme vergonha de vocês, principalmente dos cristãos. Espero que nossas mentes sejam renovadas pela Palavra de Deus, espero…

Minha esperança e oração é que casos como esses (quero nem citar, mas vocês sabem) não aconteçam mais como estão acontecendo e que no mínimo esses que já aconteceram sirvam de aprendizado para uma sociedade que tem tratado a pornografia como amiga. Oro para que nós como cristãos continuemos a combater o pecado e defender a moral da família independente de como seremos tratados ou taxados. Vamos orar por misericórdia e para que exista santidade dentro de casa, não só por nós crentes, mas por cada família desse país. A raiz desse problema não é social, envolve o pecado e pecadores. Jesus é a solução. Jesus sobre as famílias, escolas, mídias, conteúdos, tecnologias, tudo. Que nos tornemos uma sociedade amiga de Deus e não da pornografia. Quando tratarmos ela como ela merece não haverá mais revancha de sua parte.

A pornografia de revanche é uma revanche produzida por essa mesma sociedade que se escandaliza agora. Os dois existem e devem ser combatidos! Espero que Deus torne essas coisas em bem de alguma forma. E que a revanche da pornografia seja vencida pela revanche de uma sociedade obediente aos princípios morais de Deus. Que Deus cuide das família das vítimas e das nossas.

“Quanto ao mais, irmãos, já os instruímos acerca de como viver a fim de agradar a Deus e, de fato, assim vocês estão procedendo. Agora lhes pedimos e exortamos no Senhor Jesus que cresçam nisso cada vez mais. Pois vocês conhecem os mandamentos que lhes demos pela autoridade do Senhor Jesus. A vontade de Deus é que vocês sejam santificados: abstenham-se da imoralidade sexual. Cada um saiba controlar o próprio corpo de maneira santa e honrosa, não com a paixão de desejo desenfreado, como os pagãos que desconhecem a Deus. Neste assunto, ninguém prejudique a seu irmão nem dele se aproveite. O Senhor castigará todas essas práticas, como já lhes dissemos e asseguramos. Porque Deus não nos chamou para a impureza, mas para a santidade.” (1 Tessalonicenses 4:1-7)

Soli Deo Gloria

 

Uma resposta para “Pornografia de Revanche ou Revanche da Pornografia?”

  1. F. P. Mastrillo disse:

    Parabéns, manão. Ótimo texto. Como um ex-viciado em pornografia, fico extremamente feliz com posts assim. Sem dúvida nenhuma, faz parte de nossa campanha. A luta contra a pornografia, que mata, que destrói, que aprisiona, que desorganiza vidas, que gera culpa e destrói os sonhos para glória de Jesus, avanço do Reino e a salvação de milhares de pessoas.

    Oh, Jesus, eu oro para que todos os homens e mulheres que ainda amam, apreciam, desfrutam do prazer sombrio, diabólico, desumano e mentiroso da pornografia, possam se arrepender e viver santos em um mundo cheio de pecado.

    Mas a minha oração é para todos aqueles cristãos de mente dividida, como eu já fui um dia, parem de comer migalhas na mesa da pornografia. Deus tem mais para você, muito mais. Fuja do pecado. Fuja prostituição. Fuja da imoralidade.

    Que Jesus seja o nosso maior desejo e prazer. E que a santidade que vem dele, mude totalmente a nossa vida.

Deixe uma resposta